Sim

Sim, é a palavra que todos queremos ouvir,
Mas não é a que mais gostamos de emitir.
Sim, seria a palavra que mais deveríamos admitir,
quando não é o sentimento que se encontra no que há de vir.

Sei, que entre as palavras que falei,
Não encontrei todos os conselhos que um dia dei.
Mas então, fiquei com os ouvidos atentos ao sermão,
Que todos aqueles que me magoaram deixaram no meu coração.

Então, neguei com a cabeça a quem me deixou,
Fiquei à espera da desculpa do que me ignorou,
Tentei dizer que sim, que o tempo não iria me fazer esquecer,
Afirmei que a memória é uma entidade que um não nega saber dizer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s