Hipnose

Era dia de seguir pelo caminho errado, mas foi lá que o erro encontrou a certeza que não há linha torta onde não se escreva qualquer coisa. Pelo menos a linha está lá, se é torta foi o que se arranjou no momento. Mas mais vale linha torta que linha nenhuma. Pois de linha alguma fica difícil encontrar-se o fio da miada. Pelo menos há um guia que nos mostra que por ali algo vai passar, quanto não seja para olhos devorar.

Os olhos que espreitavam o buraco da fechadura eram de um verde cor de serpente. Daquelas vistosas que dão vontade de pegar, daquelas venenosas que nos matam ao mínimo picar. Serpentes dessas são aquelas que ficam bem ao lado, natureza bela que nos cativa e faz querer olhar. Parece como o acessório que se quer usar para atrair a atenção de quem por nós passar. Acessório que gostamos para destacar, marcar a memória daqueles que queremos impressionar. É incrível como temos esta necessidade visceral de marcar. Quanto mais profunda a marca mais orgulhosos ficamos de aqui estar.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s