Para construir um mundo bastavam dois.

Eram apenas dois, poucos, mas suficientes para construir um mundo. Tinham apenas um sonho, uma ideia que concretizada poderia trazer mundo para mais pessoas. Um projeto de uma vida, uma intenção de marcar a história. Queriam ver as suas ideias erguidas em algo que um dia viria a recordar as memórias.

Construir requer esta ideia, a deles era por um mundo melhor. Haverá alguém que constrói por mal? Muitos acreditam que sim, mas parece em si contraditória.

Quando eles eram pequenos não se conheciam, foi ao crescer que se encontraram, no entanto a intenção que os manteve unidos era idêntica, era familiar, daí nasceu a familia, daí formou-se o projeto. O castelo que construíram só a eles cabia. Quando partiram ficou o castelo, mas o projeto foi com eles, pois tudo aquilo que manifestaram do seu mundo e que concretizaram na sua ação ficou marcado na natureza como memória. Os que vieram a seguir herdaram as ideias dos que construíram, mas a estes só restou a usura do que ficou. O projeto pertenceu sempre a quem o idealizou e a sua continuidade morreu com eles.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s