Mala azul

Sentado no degrau da porta o menino esperava a chegada. Sem saber para onde ia, ansiava pela partida. Queria ver o mundo, sentir as gentes, não sabia para onde ia, mas tinha vontade de lá chegar.
Na mala azul, pousada junto aos seus pés, levava os sonhos, os segredos e os tesouros da infância. Ali dentro estava tudo o que precisava, tudo que mais lhe valia.
Esse dia chegou, o menino partiu…
Um homem aproximou-se da casa, era antiga, quase em ruínas. Ele tinha a certeza que era ali, mas não foi fácil lá chegar. Lá estava o degrau, mas agora faltava a porta.
Quanto à mala azul que segurava na mão… Essa estava vazia!

John V.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s